29/06/2015

R.I.P. CHRIS SQUIRE DOS YES


R.I.P. CHRIS SQUIRE.
Morre Chris Squire, fundador da banda Yes, era o único integrante da formação original do grupo. O fundador e baixista do Yes, Chris Squire, faleceu na manhã deste domingo (28).
O músico estava se submetendo a um tratamento em Phoenix, Estados Unidos, tentando lutar contra a leucemia, mas acabou não resistindo.

 Geoff Downes dos Yes, e dos Asia, (keyboard player, composer, sports analyst, political commentator, international ambassador, music buff, computer nerd) usou o Twitter, o público e os fãs ficaram sabendo da triste notícia e na página oficial da banda, a informação foi confirmada.

Chris era o único integrante da formação original dos Yes e tinha 67 anos. Cheguei a ver os YES no coliseu do porto, 23-2-200. Estava a ouvir radio na altura, e concorri a um passatempo.

 Acertei na pergunta, e fui levantar o bilhete ao Porto. Quando lá cheguei, ainda me perguntaram se tinha namorada, ou esposa, eu disse que sim. Ofereceram outro bilhete. Ainda os tenho.Lembro-me do concerto, cenicamente impressionante, e do excelente jogo de luzes.

 O regresso ao nosso país em 2011– actuaram em 1999 no Pavilhão Atlântico e no Coliseu do Porto – de Jon Anderson, Steve Howe, Chris Squire, Rick Wakeman e Alan White acontece no âmbito da ‘35th Aniversary Tour’ que, tal como o título indica, se destina a comemorar a carreira do grupo formado em 1968, em Londres.

 A digressão teve início a 15 de Abril nos Estados Unidos e chega à Europa a 2 de Junho. ‘House of Yes: Yes Live From House of Blues’ (2000) é, ainda, o mais recente álbum dos autores de ‘Owner Of A Lonely Heart’, cujo primeiro disco, homónimo, foi lançado em 1969. Tocam juntos desde 1968, foram considerados os pioneiros do rock progressivo e são uma das mais importantes bandas de todos os tempos.

Os Yes estiveram em Portugal, dia 3 de Novembro, e a Renascença é a rádio oficial deste grande concerto, no Coliseu de Lisboa. Será que comprou um álbum dos Yes só para ouvir vezes sem conta o clássico “Owner of a Lonely Heart”?
E quantas vezes é que pôs o volume do rádio no máximo por causa de “Love Will Find a Way”?
 Estes são apenas alguns dos clássicos desta banda que, desde a sua formação em Londres em 1968, já editou 21 álbuns de estúdio, o último dos quais “Fly From Here”, em Junho desse ano.

 O grupo londrino lançou, também, 9 álbuns ao vivo que fazem jus ao que se diz sobre a qualidade dos seus concertos: intensos, envolventes e cenicamente impressionantes.

24/06/2015

R.I.P MAGALI NOEL

A cantora e actriz francesa Magali Noël, que interpretou a canção Fais-moi mal, Johnny, de Boris Vian e protagonizou os filmes de Fellini A Doce Vida e Amarcord, morreu aos 82 anos, informou a sua família nesta terça-feira, 23 de Junho.

A artista, que nasceu na Turquia, em 1932, com o nome de Magali Noelle Guiffray, morreu em Chateauneuf-Grasse, na Riviera Francesa, a poucos dias de completar 83 anos (27 de Junho).

Magali participou em mais de 80 filmes, mas foram as interpretações em filmes de Fellini, como A Doce Vida (1960), e sobretudo a personagem Gradisca, em Amarcord (1973), que mais marcaram a sua carreira.

20/06/2015

HAPPN + ANDROID vs IOS

Pesquisa revela que Android domina em países pobres, enquanto iOS é o favorito nos ricos.

Você se considera uma pessoa rica?
Você vive em um dos países mais ricos do mundo?

Se você respondeu "sim" para uma das perguntas, adivinhe o que: você provavelmente não tem um telefone com sistema Android.

 É isso o que aponta um novo relatório que revela que a quota de mercado do sistema Android em todo o mundo está quase que diretamente correlacionada com o quão rico cada mercado é.
Quanto maior a renda per capta de um país, menor é a participação do sistema do robozinho naquela região.

Na outra ponta, a quota de mercado do iOS também está relacionada com a riqueza, fazendo o contrabalanço nesta equação.
Então, se você é rico ou vive em um país rico, as probabilidades de você ter um iPhone como smartphone são bem altas.

 O Happn é um aplicativo disponível para iOS, Windows Phone e Android para encontrar pessoas que passaram por você na rua.
Com funcionamento parecido com o Tinder, para promover encontros, aponta as pessoas que também têm o serviço instalado e que estão próximas.

Ao instalá-lo, ele cruza suas informações do Facebook - fotos, nome e idade - para montar seu perfil. Em sua página inicial aparecem as pessoas com os perfis que você escolheu. A partir daí você tem duas opções.

A primeira é escolher entre dar like ou não (se estiver interessado, clique no coração. Caso não, no X). Se as duas pessoas derem like, há o "Crush" e, então, podem conversar.

A segunda alternativa é "Enviar um charme". Com ele, aparece uma notificação para o usuário que você está interessado e, dessa maneira, é possível chamar sua atenção.

Aí há uma diferença entre os perfis femininos e masculinos. Enquanto tudo é gratuito para as mulheres, os homens devem comprar créditos para poder enviar o Charme.

11/06/2015

R.I.P. ORNETTE COLEMAN

RI.P. ORNETTE COLEMAN.O saxofonista e inovador do jazz, Ornette Coleman, morreu esta quinta-feira em Manhattan aos 85 anos.
A notícia é avançada pelo New York Times.
De acordo com o jornal, a causa foi uma paragem cardíaca. Coleman foi um dos grandes renovadores do jazz, tornando-se não só num filósofo da disciplina como numa figura respeitada de Nova Iorque.

Nascido a 9 de Março de 1930, foi um dos símbolos do free jazz tendo sido um dos mais importantes músicos nas décadas de 50 e 60. Ficou conhecido por tocar saxofone mas também dominava o trompete e o violino.

Trabalhou com, entre outros, Lou Reed e Jerry Garcia dos Grateful Dead.
 Nascido em Fort Worth, Texas, em 1930, o artista, considerado “um dos mais poderosos e controversos músicos de jazz”, celebrizou-se por discos como “The Shape of Jazz to Come”, de 1959, distinguido este ano com a entrada na "Grammy wall of fame", e “Change of the Century”, o álbum seguinte, dois títulos que desafiaram os preceitos e as estruturas definidas daquele género musical. “Free Jazz”, álbum editado em 1960, deu origem e nome a uma nova expressão dentro da música Jazz.

 Com a sua música e personalidade cultivou uma figura de “músico-filósofo”, mais “eloquente e teórico” do “que John Coltrane”, afirma o obituário do New York Times. A história de Coleman cruza-se com a história da resistência ao Estado Novo em Portugal: a sua atuação no Cascais Jazz de 1971 - primeiro festival de jazz em Portugal - terminou sob ameaça de intervenção policial, depois de o seu contrabaixista, Charlie Haden, que morreu há um ano em Los Angeles, dedicar uma música aos movimentos de libertação de Angola e Moçambique.

O público recebeu a declaração política efusivamente, com aplausos e punhos erguidos, mas o contrabaixista foi de imediato detido pela PIDE, que o escoltou ao aeroporto de Lisboa, obrigando-o a sair do país.

 A grande maioria da imprensa portuguesa da época, sob o olhar da censura, ignorou o sucedido. Ornette Coleman atuou por cinco vezes em Portugal. Além das presenças no Cascais Jazz, em 1971, no Jazz em Agosto, em 2007, e em Lisboa e no Porto, em 2008, esteve também nos Coliseus de Lisboa e do Porto, em 1996, e ainda no Jazz em Agosto de 1988, para dois concertos com a Prime Time Band.

02/05/2015

R.I.P. BEN E. KING

Morreu Ben E. King, a voz de 'Stand By Me'.

Gary US Bonds, companheiro musical, escreveu no Facebook que o cantor era “um dos mais doces, gentis e talentosos” que teve o privilégio de conhecer. "Posso dizer que a perda do Ben E foi pior do que as palavras podem dizer.

Ben E. King ou Lennon: qual "Stand by me" é mais linda?

ARTHUR RUSSEL

Um novo álbum de inéditos de Arthur Russell tem edição agendada para 9 de Junho, revela a Pitchfork .

«Corn», uma colecção de inéditos gravados entre 1982 e 1983, será lançado pela Audika Records, selo que se tem dedicado editar a material inédito do compositor.

Um primeiro avanço de título «Ocean Movie» já pode ouvir-se. O material chegou a entrar no processo de test pressing em 1985 mas nunca viu a luz do dia.

Nas canções, Russell toca violoncelo, teclados, programações e canta. Participaram nas sessões os músicos Mustafa Ahmed (percussão), Peter Zummo (trombone) e Rik Albani (trompete).

 O álbum «Calling Out» de 2004 já trazia quatro canções das mesmas sessões de «Corn». No ano passado, Russell foi homenageado com um tributo onde participaram Sufjan Stevens, Robyn, Hot Chip, Blood Orange, Phosphorescent, Jose Gonzalez, Devendra Banhart, Richard Reed Parry dos Arcade Fire, Scissor Sisters e Cults.

29/03/2015

THE RESIDENTS - 'Shadowland' Tour, 2014


THE RESIDENTS - 'Shadowland' Tour, 2014

 The American avant-garde group The Residents began their (short) European tour in the extremely cosy concert hall De Vooruit in Ghent. "Shadowland" is the third and final part of the trilogy, the third tour to celebrate their 40th anniversary. Living in Belgium, I am very fortunate.

With performances in Brussels (AB, 2010) and Kortrijk (De Kreun, 2010) , Leuven (Het Depot, 2013) and now in Ghent (De Vooruit), I had the privilege to experience the entire trilogy, in which Randy, Chuck and Bob Life aspire to examine life in reverse.

Part 1 of the trilogy, "The Talking Light" was a study about death and ghosts.

Part 2, "Wonder of Weird" was focussing on love and sex. And today, in the third part, "Shadowland": birth and rebirth were examined.

"Shadowland" is a fitting conclusion to the trilogy. A magical scenery awaited us, black and white checkered banners, vertical light bars and a huge white ball formed the setting against these gentlemen were performing.

Ingenious lighting and intriguing films about birth, rebirth, near-death experiences and reincarnation, which were projected on the giant white ball, gave that extra touch, but it was mostly their music (as in each tour) that charmed me once again.

With an extensive catalogue, it is of course not difficult to fill a show and their quirky, new interpretations of their own songs makes this even more intriguing. Randy stumbled and staggered as usual on the stage, and with his conjuring trembling fingers and vigorous gestures all compositions, masterly played by Bob & Chuck, got the necessary visual support to present us one highlight after another.

Their music varies enormously, partly because of their bizarre, quirky combinations of electronics, deconstructed rock 'n' roll and even a touch of avant-garde jazz, all graced with surreal visuals and freaky stories.

It is therefore impossible to discuss all the songs but with superb and wayward versions including opener "Rabbit Habit" (The Bunny Boy) , "Harry The Head" (Freak Show) , "Blue Rosebuds " (Duck Stab) , "Fever Dream" (The Bunny Boy) and "Easter Woman" (Commercial album) The Residents managed to convince me (once again) of their genius! In 2010 The Residents began this trilogy to celebrate their 40th anniversary.

If I count correctly, next year they may celebrate their 45 years of existence. Hopefully they do that again with a smashing trilogy.

Looking forward

THE RESIDENTS 1972-1983

Residue Deux - Collected unreleased songs from 1972- 1983

THE RESIDENTS

Stars & Hank Forever: The American Composers Series

RALPH RECORDS LOGO

Les 45t de Ralph Records / The Cryptic Corporation / Pore No Graphics.

ART BEARS

 Rats & Monkeys / Collapse (1979) 

RALPH RECORDS - BUY OR DIE

 Buy Or Die 1980 (1980)
 Buy Or Die Number #14 (1987)
 Buy Or Die Number #14 1/2 (1987)
 Buy Or Die 1981 (1981) 
Buy Or Die 1980 1/2 (1980)

EUGENE CHADBOURNE

198666 (1986)

FRED FRITH


Dancing In The Street (1980)

Mashed Potatoe (1987)

Mashed Potatoe (1987) 

THE RESIDENTS COVERS ALBUMS

 Commercial Single (1980)
 Satisfaction (1976)
 The Beatles Play The Residents And The Residents Play The Beatles (1977)

Commercial Single Two (1980)

THE RESIDENTS COVERS ALBUMS

 The White Single (1984)
 Santa Dog (1972)
 Santa Dog '78 (1978)
 Meet The Residents (1974)
 It's A Man's Man's Man's World (1984)
 Meet The Residents (1977)
Live In Vienna (1983) 

Babyfingers (1981) 

 Babyfingers (1979)  

Duck Stab (1978)  

Satisfaction (1976)

THE RESIDENTS COVERS ALBUMS


  
Kaw-Liga (1986)
Hit The Road Jack (1987)
  It's A Mans Mans Mans World / Jailhouse Rock (1986)
 Kaw-Liga - Housey Mix (1989)
 From The Plains To Mexico (1989)
 Earth Vs. The Flying Saucers (1986)
An Almost Complete Collection Of Lyrics - 1972 To 1988 (1989)
Don't Be Cruel (1990)Double Shot (1988)

Double Shot (1988)


SCHWUMP

Aphids In The Hall (1976)

SNAKEFINGER COVERS ALBUMS

 What Wilbur? / Kill The Great Raven (1979)
 I Gave Myself To You (1986)
 The Model (1980)

 The Man In The Dark Sedan (1980)


The Spot (1978)

SUCKDOG

Kill Ralph Records (1990)

TUXEDOMOON SINGLES

What Use? (Remix) / Crash (1982)
 Dark Companion / 59 To 1 Remix (1980)
What Use? (1980)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails